Rumi: a natureza e o mundo como espelhos de Deus

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Mário Werneck

Resumo

O presente trabalho busca mostrar o processo de criação sob o ponto de vista da poesia mística de Rumi. Portanto, procura demonstrar como Rumi dá vida, em seus escritos, ao máximo ato vivificador, à beleza com a qual ele entende e transporta, pelas palavras, o conhecimento do ato criador divino. Trata-se, portanto, de mostrar o processo de criação pelo qual as criaturas recebem a filiação do Criador, e como esse elo primordial com a transcendência é então capaz de inspirar todo movimento observado pelo místico em direção ao processo de união, que no caso de Rumi, remete ao movimento de influxo do amor. É pelo amor que as criaturas são chamadas a reconhecer, no mundo e no cosmos os atributos de Deus, dos quais elas participam por filiação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
WERNECK, M. Rumi: a natureza e o mundo como espelhos de Deus. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 21, n. 64, p. e216407, 21 mar. 2024.
Seção
Artigos/Articles: Dossiê/Dossier
Biografia do Autor

Mário Werneck, ISTA (Instituto Santo Tomás de Aquino)

Doutor em Ciência da Religião (UFJF), professor do Instituto Santo Tomás de Aquino. País de origem: Brasil. E-mail: mariowerneck.professor@gmail.com.

Referências

Al-AFLAKI. Rumi Maestro de Derviches. Madrid: Editorial Sufi, 1999.

CHITTICK, William. The Sufi Path of Love. The spiritual teachings of Rumi. Albany: SUNY Press, 1983.

CHITTICK, William. The Sufi doctrine of Rumi. Indiana; World Wisdom, 2005.

CHITTICK, William. The religion of love revisited. Journal of the Muhyiddin Ibn Arabi Society, Volume 54, 2013. Disponível em https://ibnarabisociety.org/the-religion-of-love-revisited-william-chittick/. Acesso em: 13 mar. 2022.

CORBIN, H. Islam Iranien. Aspects spirituels et philosophiques. Paris: Gallimard, 1991.

IQBAL, Afzal. The Life and Work of Jalaluddin Rumi. Karachi: Oxford University Press, 1999.

LEWIS, Franklin D. Rumi Past and Present, East and West. Oxford: Oneworld, 2001.

LUCCHESI, Marco; TEIXEIRA, Faustino. O Canto da Unidade: Em torno da poética de Rumi. Rio de Janeiro: Editora Fissus. 2007.

RANDON, Michel. Rumi: La Connaissance et le Secret. Paris: Dervy, 1996.

RUMI, Jalaluddin. Rubâi’Yât. Paris: Albin Michel, 1993.

RUMI, Jalaluddin. Mathnawî: La Quête l’Absolut. Traduit du persan par: Eva de Vitray-Meyerovitch et Djamchid Mortazavi. Paris: Éditions du Rocher. 1990.

RUMI, Jalaluddin. The Mathnawi of Jalalu’ddin Rumi. Edited and translated by Reynold Nicholson. 6 Vols. London: The trustees of the “E. J. W. Gibb Memorial”, 1940.

RUMI, Jalaluddin. Fihi ma Fihi. São Paulo: Edições Dervish.1996.

RUMI, Jalaluddin. Selected Poems From the Diwan-e Shams-e Tabrizi: translated e introduced by R. A. Nicholson. IBEX Publishers, 2001.

SCHIMMEL, Annemarie. The Triumphal Sun. Albany: SUNY Press, 1993.

SCHIMMEL, Annemarie. L’incendie de l’âme: L’aventure spirituelle de Rumi. Paris: Albin Michel, 1998.

THE KORAN. Translated with an introduction by Arthur Arberry. Oxford: Oxford University Press, 1998.

VITRAY-MEYEROVITCH, Eva de. Mystique et Poésie en Islam: Djalâl-ud-Dîn Rûmî et l’Ordre des Derviches tourneurs. Paris: Desclée de Brouwer, 1972.