Governança e mediações algorítmicas da plataforma YouTube durante a pandemia de COVID-19

  • Gregório de Almeida Fonseca Universidade Federal de Minas Gerais
  • Carlos d'Andréa Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

O presente artigo busca explorar como a governança e as mediações algorítmicas da plataforma YouTube se modificaram durante os primeiros meses da pandemia de COVID-19. Visa-se compreender as políticas de moderação, monetização e recomendação de conteúdos considerados confiáveis ou desinformativos. O trabalho concentra-se em duas frentes de análise: exploração dos documentos publicados pelo YouTube e de dados sobre os vídeos mais relevantes sobre "vacina" publicados antes e depois do início da pandemia. Dentre os resultados, destacam-se um aumento nos esforços para evitar a publicação de vídeos desinformativos e uma maior “relevância” atribuída a vídeos recentes sobre o tema “vacina”.

Biografia do Autor

Gregório de Almeida Fonseca, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorando em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre em Engenharia pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e engenheiro eletricista pela UFMG.

Carlos d'Andréa, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da UFMG. Doutor em Estudos Linguísticos (UFMG) e pesquisador visitante na Universidade de Amsterdã (bolsa CAPES de pós-doutorado no exterior). Coordenador do grupo de pesquisa R-EST - estudos redes sociotécnicas.

Publicado
30-12-2020